quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

O DESFILE DESTE ANO FOI UM VERDADEIRO SETE À ESQUERDA

Particularmente, eu detesto Carnaval, detesto samba enredo e odeio aqueles “AAAAAIIII” que o puxador enfia entre um verso e outro.

Posso até apreciar a pompa e a beleza dos desfiles e imaginar o trabalhão que deve ser fazer com que tudo funcione perfeitamente, mas não adianta: continuo achando um porre.

Mesmo assim, como sempre acabo fazendo, assisti à apuração dos desfiles de Sampa e do Rio.

Todo ano é a mesma coisa. É aquela avalanche sem fim de "NOTA DEZ!", sempre anunciada naquela voz rouca e monótona, por um locutor que parece ser PhD em antipatia e falta de carisma.

Aí, entre uma “NOTA DEZ” e outra, aparece uma trágica "NOTA NOVE PONTO OITO" que invariavelmente leva a comunidade inteira às lágrimas, tudo acompanhado em real time pelas sádicas câmeras da TV Globo.

Será que ninguém se toca do quanto é ridículo um sistema de pontuação em que uma nota como 9,8 é recebida como sinal de que o desfile foi um grande fracasso?

Puxei da memória a nota mais baixa que já vi numa apuração. Foi um 7, há muito. muito tempo, e lembro que era pro quesito “Comissão de Frente”. O jurado justificou a nota alegando que NÃO HAVIA COMISSÃO DE FRENTE para ser avaliada.

Ou seja: mesmo com a NÃO EXISTÊNCIA do quesito julgado, a escola ainda levou sete pontos.

Isso quer dizer que mesmo que a escola não apareça no Sambódromo no dia e não desfile, ela ainda leva 280 pontos no final da apuração (e isso sem levar em conta que jurado de desfile é a coisa mais subjetiva do mundo e corre-se o risco da escola ainda levar um 10 por originalidade pelo inédito não-desfile).

Mas por que um sistema de pontuação tão surreal? Por que não simplesmente mudar o sistema de pontuação de 0 a 3?

Não tem comissão de frente? Então não tem nota. Nota ZERO pra escola.

Será que esse sistema complexo é só pra escola que vier a tirar um 7 ter a “impressão” de que não foi tão mal assim? “Ufa! Cagamos feio na alegoria, mas pelo menos conseguimos arrancar um sete dos jurados!”

Que patético. Bem que meus boletins escolares podiam ter sido assim. Eu continuaria tão burro quanto sou hoje, mas pelo menos ficaria com aquela confortante sensação de nunca ter tirado uma nota abaixo de sete.

Um comentário:

elbugz disse...

Concordo com "carnaval é um porre", até concordo com o fato de que deve ter dado um enorme trabalho fazer aquelas alegorias todas e manter tudo sincronizadinho. Agora perder tempo assistindo apuração de escola de samba?!
Aproveitando o embalo do seu ultimo post:
Kiss my boomstick!