domingo, 6 de junho de 2010

E FLASHFORWARD VIROU PASSADO

Pelo menos em uma coisa os produtores de FlashForward não enganaram
a gente. De fato, a premonição que o agente Demetri Noh teve de seu futuro
foi milimetricamente precisa: ele não viu NADA.



Indesculpável a decisão da Sony de cancelar o seriado FlashForward.

Após apenas uma temporada, o canal anunciou que não continuará a série e quem, como eu, assistiu e se envolveu com a trama, ficará chupando o dedo graças ao capricho de uns poucos produtores que acharam que a atração não foi suficientemente rentável.

Achei de uma falta de respeito fenomenal e me deu vontade de boicotar todas as séries exibidas pelo canal. Claro que alguém vai argumentar que a TV é um negócio, e não é justo obrigar uma emissora a dar murro em ponta de faca caso a audiência de determinado programa não a sustente.

Entendo que FlashForward era pra ser o novo Lost e que, quando comparamos a audiência do primeiro episódio com o último, a perda de interesse dos espectadores era gritante. Mas daí para cancelar um seriado que foi forjado nos mesmos moldes de Lost – perguntas, perguntas e perguntas – sem dar quaisquer justificativas a quem acompanhou fielmente a série foi de uma tremenda falta de educação e ética.

Neste aspecto, as novelas do Brasil são muito mais primeiro-mundo. Independente do sucesso de público, pelo menos você sabe que a história vai acabar.

Acho que aí caberia uma nova “lei” para futuros seriados. Ao começar uma série na televisão, os produtores se comprometeriam em ter o final da série, independente do índice de audiência.

Então, se a série fosse um fracasso, como aparentemente é o caso com FlashForward, os roteiristas teriam que se virar para escrever um final crível para a série, nem que para isso os produtores tivessem que bancar mais meia temporada que fosse.

Os grandes estúdios correm o risco de perder dinheiro com isso? Correm. Mas particularmente eu estou pouco me fudendo. Na hora de anunciar uma série bombástica com FlashForward, eles não tiveram o menor pudor em fazer um carnaval na mídia. Agora que não lucraram como o que esperavam, decidem tirar o time de campo.

Só eu acho que isso é uma pusta sacanagem com a gente?

7 comentários:

alebf disse...

o mesmo digo sobre a serie The 4400
ja viu?

Vladimir "Charles" Brown disse...

Não... Fizeram a mesma cachorrada?

Mark disse...

Nossa. Esse post não me interessou nem um pouco. Acho que ele está entre os que mais me deram sono desde que comecei a ler o seu blog. Mas não posso garantir. Tem muitos que competem pelo título de 'PUT YOU TO SLEEP BY BEING SO BORING', mas como acabo de ler o post sobre Flashforward, ele tá atualmente no topo da lista. Acho que o próximo vai tirá-lo do posto. Thanks for the variety, anwyay!

caiorcastro disse...

Concordo plenamente com o que vc disse. Eu e minha namorada ficávamos apssando mal enquanto eu baixava cada novo episodio que saia lá fora pra assistir. Foi uma merda esse cancelamento.

Pelo visto, ese tal mark, aí de cima não gosta de vc, ou de Flashforward, sei lá. Fica a questão, se ele não gosta, pq acompanha o blog?

Vladimir "Charles" Brown disse...

Fala Caio.

No caso, o Mark é um cara de índole boa. A vida que o tornou amargo, e nem tenho como culpá-lo por isso depois do escândalo sexual em que ele se viu envolvido (à força).

Por isso, entendo os comentários como uma espécie de válvula de escape e deixo pra lá.

Abs.

Anônimo disse...

Isso é o que chamo de "final aberto".
E a gente ainda reclamou de Lost...

By the way, nem li o comentário do Mark, mas concordo.

Mark disse...

Ah, Anônimo! Muito obrigado! Só você entende meu ponto de vista!

Charles, achei que você não ia ficar falando sobre o meu escândalo sexual, seu SUUUUUUUUUUURDOOOOOOOOOOO.